Curso Como Enriquecer na Bolsa

Com as inúmeras possibilidades de investimento financeiro e as variações econômicas do país, está cada vez mais difícil para o investidor saber qual a melhor forma de direcionar seu dinheiro. Mas apesar de tudo, o mercado de bolsa de valores nunca esteve em baixa e é totalmente viável até mesmo enriquecer com ele.

Para usufruir de todas as possibilidades desse tipo de investimento, é preciso conhecer e entender como funciona todo o mercado financeiro.

Curso Como Enriquecer na Bolsa

Para os leigos, o mais comum é procurar um consultor para ser orientado sobre as melhores aplicações, mas para quem realmente deseja enriquecer, é preciso saber tudo para atingir sua autonomia e alcançar voos altos.

Como funciona o mercado de ações

Antes de começar a investir em bolsas de valores, é preciso saber do que se trata. Informações como o que é uma ação, a própria bolsa de valores, como são feitas as compras online, valores mínimos que podem ser investidos, taxas e custos, além dos riscos possíveis, são fundamentais para o início do projeto de enriquecer através desse investimento.

Selecionamos abaixo informações sobre do que se trata o universo da bolsa de valores, para começarmos a entender o processo:

1 – Ações

A ação é uma pequena parcela do capital social de uma empresa que tem a sociedade aberta. Quando um investidor compra ações sobre determinada empresa, ele passa também a ser sócio dela, arcando com seus lucros e prejuízos.

As ações se dividem em Ordinárias Nominativas (ON), onde o investidor participa ativamente dos rumos da empresa em que adquiriu as ações, inclusive com permissão para votos; e Preferenciais Nominativas, onde não há nenhum direito ao voto e nem participação direta nas estratégias da empresa, mas há prioridade em receber os dividendos.

2 – Bolsa de Valores

É o ambiente onde são feitos negócios entre ações, títulos de renda fixa e federal, além de moedas, commodities e outras atividades financeiras de compra a venda. É um encontro entre investidores que querem comprar e vender, tal como um mercado organizado.

Como é a centralizadora das ações, estabelece as regras para todas as suas negociações, títulos e outros. Tudo começa quando uma empresa tem como objetivo obter recursos para investimentos futuros e disponibilizam suas ações na Bolsa de Valores através da Oferta Pública Inicial (IPQ).

Após o processo inicial, as ações passam a ser negociadas pelo BM&F Bovespa, através dos investidores.

A famosa gritaria entre os corretores não faz parte da atual realidade da Bolsa de Valores, já que todos os processos são informatizados e muito mais rápidos e dinâmicos.

Mas cada Bolsa de Valores possui seu próprio índice, indicado a partir das cotações de ações de empresas, e cuja variação serve como termômetro de medição para avaliar o desempenho do ativo que foi negociado.

No Brasil, é a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) a bolsa de valores mais importante para negociações de mercado aberto do Brasil. Ela foi fundada em 1890 e recentemente se uniu ao BM&F, responsável por contratos futuros e bolsa de mercadorias, que lhe deu ainda mais poder e autonomia para pequenas e grandes negociações.

O principal mercado de valores mobiliários do mundo é a NYSE, a Bolsa de Valores de Nova Iorque, localizada em Wall Street, reconhecida como principal centro financeiro global.

Ao se fundir com a Euronext, um conglomerado eletrônico de valores europeu, ela se transformou no primeiro mercado financeiro pan-atlântico da história.

A NASDAQ (National Association of Securities Dealers Automated Quotations) só está atrás em importância da própria NYSE, mas que tem como foco a chamada nova economia, ou seja, empresas que desenvolvem e fabricam alta tecnologia.

A terceira bolsa de valores mais importante e a mais internacional de todas é a Bolsa de Valores de Londres, que possui mais de 2500 companhias de 68 países em suas negociações.

3 – Corretora de Valores

As corretoras de valores são intermediadoras de compra e venda de ações e outros títulos financeiros de seus clientes com a bolsa de valores. Elas são fundamentais já que no Brasil não é permitido que uma pessoa física opere diretamente numa Bolsa de Valores, sendo necessária a contratação de uma corretora.

O cliente abre uma conta na corretora, onde vai depositar e receber os valores referentes às ações compradas e vendidas. Ele paga para a corretora uma taxa não obrigatória de custódia, independente da quantia movimentada, assim como um valor determinado por operação, que pode ser fixo ou um percentual discriminado no contrato.

As formas básicas de investimento numa corretora são diferenciadas pela forma como as ordens de pagamento são dadas pelo investidor. Na Mesa de Operações, ela é feita pelo telefone; já na Home Broker, são realizadas pela internet.

Por serem consideradas instituições financeiras e poderem atuar em todos os segmentos da Bolsa de Valores, elas dependem de uma autorização do BACEN (Banco Central do Brasil) e do CVM (Comissão de Valores Imobiliários).

Dentre as funções de uma corretora de valores estão:

  • Participar do lançamento público de ações
  • Administrar e realizar a custódia dos títulos e valores mobiliários
  • Administrar os fundos de investimento
  • Operar na bolsa
  • Operações de compra e venda de metais preciosos e moedas estrangeiras
  • Oferecer assistência e consultoria

4 – Como comprar ações

Como não é possível comprar ações diretamente da Bolsa de Valores, é preciso abrir uma conta numa corretora de valores, onde será depositada uma quantia de dinheiro especificamente para isso.

Hoje, a aquisição de ações está ainda mais fácil, já que o próprio investido pode fazer sua aquisição através do Home Broker. Na internet, em sua casa ou trabalho, é possível comprar suas ações cujos valores serão sacados diretamente da conta.

A plataforma é completa, já que permite acessar o andamento das cotações, acompanhar os pedidos de ordens e efetivar compras ou vendas. Dessa forma, para quem deseja enriquecer no mercado de ações precisa investir também num bom Home Broker, com estabilidade segura, rápida e fácil de utilizar.

Esse processo tira a dependência de um operador para efetivar as compras ou vendas, que podem ser realizadas em qualquer local com internet, com total segurança.

5 – Valores mínimos

Muita gente acredita que é preciso ter muito dinheiro para começar a investir em ações, mas a verdade é que não existe um mínimo para isso, apenas a recomendação de um valor inicial de R$ 5.000,00 para a saúde do investimento.

Com esse valor é mais fácil sobreviver às mudanças comuns do mercado financeiro, além de ser um valor que suporta a cobrança das taxas de aquisição de ações. Um valor muito menor pode acabar sendo o mesmo dessas cobranças.

6 – Custos operacionais

Toda operação financeira tem taxas e custos, com o investimento no mercado de valores não é diferente. Por isso, é importante ter um valor mínimo maior para que essas taxas não sejam maiores que os lucros e haja um equilíbrio nas contas finais.

Há três tipos de taxas básicas que precisam ser conhecidas para melhor controle das contas:

  • Taxa de custódia: Valor mensal cobrado pela Bovespa, pelo armazenamento das ações. Essa taxa pode ser isenta, o que varia de acordo com a corretora escolhida.
  • Taxa de corretagem: é cobrada pela corretora de valores toda vez que há o movimento de compra ou venda de ações.
  • Taxa emolumentos: valor cobrado pela Bovespa em cada transação de compra ou venda de ações.

7 – Riscos do investimento

Todo investimento financeiro tem riscos, até mesmo os mais simples como a poupança. E, quanto maior a rentabilidade, maiores os riscos. Mas quando se conhece os tipos de riscos, é possível administrar melhor suas probabilidades e minimizar seus efeitos. Dois deles são os mais comuns:

  • Risco de Liquidez: é a possibilidade de haver dificuldade em vender um ativo da carteira
  • Risco de Desvalorização: é quando a empresa que adquiriu as ações tem queda no mercado financeiro e o seu valor é desvalorizado.

Curso Como Enriquecer na Bolsa

Agora que já sabe o básico de como funciona o mercado de ações, é hora de aprender a enriquecer nele. E nada melhor do que aprender com quem é bem-sucedido e pode oferecer estratégias de milionários do setor.

O curso Como Enriquecer na Bolsa é um vídeo-aula que ensina a operar no mercado de ações. Completo, além de informações relevantes sobre como o mercado funciona, também apresenta as plataformas “homebrokers”, a mesma utilizada pelas corretoras de valores.

São quatro semanas dos mais diversos ensinamentos, totalmente focados em fazer com que o aluno realmente consiga enriquecer através desse tipo de investimento.

São dados o passo a passo de como operar no mercado, como comprar e vender ações e fundos imobiliários, assim como dicas valiosas de como investir.

Ao se inscrever no curso, o aluno já tem disponibilizado o primeiro módulo do curso, que pode ser assistido quando e onde for melhor, sem pressão de horários. O restante dos módulos é disponibilizado automaticamente a cada cinco dias.

Composição do curso Como Enriquecer na Bolsa

São quatro módulos com 24 aulas disponibilizadas por arquivos de downloads em PDF, vídeos, textos e link externo. Além disso, há mais 15 horas de aulas extras, focadas na operação do homebrokers e mais estratégias eficazes, testadas e aprovadas pelos milionários mundiais.

Toda a preparação das aulas é focada para que o aluno possa compreender amplamente todo o mercado financeiro e de ações, para que se sinta seguro sobre onde está investindo seu dinheiro. Em seguida, principalmente nas aulas extras, ele se depara com dicas exclusivas e ricas em informações úteis para dar o “pulo do gato”, ou seja, sair do previsível e conseguir despontar no ramo.

No Módulo I, intitulado de Operando na Bolsa e o primeiro a ser ministrado, o aluno tem nove aulas, a seguir:

1 – Qual corretora e homebroker escolher?
2 – O sistema financeiro
3 – O que é uma ação?
4 – A corretora e o homebroker
5 – O pregão da bolsa
6 – Conceitos
7 – Técnicas
8 – O mercado de ações
9 – AS vantagens da bolsa de valores

O Módulo II é intitulado de Estratégias Vencedoras com cinco aulas:

10 – Análise fundamentalista e análise técnica
11 – Primeiros passos
12 – Bancos x Bolsa
13 – Investimento em ações
14 – Fundos imobiliários

No Módulo III, chamado de Informações Confiáveis, tem apenas mais uma aula e outras duas extras:

15 – O pulo do gato
Aula extra 1 – Como pensar como ricos
Aula extra 2 – Como sair da dívida

O Módulo IV é o último e só com Bônus Extras:

Bônus extra 1 – Alocação financeira
Bônus extra 2 – Análise fundamentalista
Bônus extra 3 – Opções.

O empreendedor do curso, Marcelo Veiga

Marcelo VeigaO curso é ministrado por Marcelo Veiga, bacharel em direito, jornalista, investidor, consultor financeiro pela Fundação Getúlio Vargas e também nos Estados Unidos de onde aprendeu muito sobre seu mercado de ações. Também é escritor e pioneiro no empreendedorismo digital reconhecido pela Revista Exame.

Sua ampla experiência tanto no mercado financeiro quanto na plataforma digital permite que Marcelo Veiga consiga transmitir aos leitores e alunos estratégias valiosas e comprovadas.

Ele também possui um site pessoal onde fala sobre educação financeira e marketing digital, investimentos e muito mais.

Dentre seus livros mais conhecidos estão “Só não é rico quem não quer”, “Fórmula Online”, “Fábrica de Milionários”, todos referentes ao mercado financeiro e ao empreendedorismo digital. Mantém também canais no Youtube, como o “TV Nordeste”, “Revista Terceira Idade” e TV Guiné-Bissau.

Ao estudar nos Estados Unidos, Marcelo Veiga conheceu a maior bolsa de valores do mundo, o centro do mercado financeiro mundial. Aplicou seu aprendizado e começou a entender seu funcionamento prático, observando pequenos detalhes que fazia a diferença entre ganhar lucro e realmente enriquecer.

E são essas pequenas ações que se tornam grandes acontecimentos e separam um investidor comum de quem realmente é capaz de vencer no meio.

Com o Curso Como Enriquecer na Bolsa, Marcelo Veiga oferece aos seus alunos dicas preciosas que aprendeu com os milionários e bilionários do mercado financeiro, além de repassar seus conhecimentos sobre o ramo. Rico em detalhes, o curso também é objetivo, envolvente e com conteúdo relevante, que permite ao aluno partir imediatamente para concretizar seus objetivos.

 

Quero o Curso Como Enriquecer na Bolsa

error: Conteúdo com Direitos Autorais!