Curso Estudo e Memorização

A quantia de informação disponível no nosso século é imensa. Todo o dia somos bombardeados pelos veículos de comunicação com dados a respeito de tudo. Ou seja, como são assuntos diversos, a grande maioria é totalmente dispensável para a nossa vida.

Mas como processar esse acúmulo de informação? É aqui que entra uma das partes mais importantes do nosso cérebro: a memória.

Durante muito tempo a memória ficou renegada à condição de “gravador”. Desde pequenos, os seres humanos eram ensinados a decorar fórmulas, datas e nomes para mais tarde repetir quando houvesse necessidade.

Além de usar essa função do cérebro de maneira errada, as pessoas acabam não fixando o conteúdo, pois só o “gravavam”. E a memória acabou sendo vista apenas como “repetição”. Mas isso não é verdade.

A memória é simplesmente a base do conhecimento humano. É através dela que damos significado às coisas ao nosso redor para que possamos acumular experiências durante toda a vida.

Ela nos dá o poder do discernimento, sem o qual seria praticamente impossível viver. Com o avanço da neurociência, a memória passou a ser vista de outra forma, como uma ferramenta brilhante que todo cérebro possui. Seu funcionamento e sua capacidade passaram a ser entendidos pelos cientistas.

Mas para saber utilizá-la hoje em dia, não basta apenas se esforçar para guardar e recordar. A memória pode ser expandida e gerenciada, e é isso que pede o século XXI. Há muito mais benefícios na era da informação quando se tem uma memória potente que filtra todo o conteúdo e extrai somente o necessário para o desenvolvimento pessoal.

As vantagens de uma boa memória nos estudos

Muitas pessoas acreditam que sua memória não pode guardar grandes quantidades de informação porque simplesmente não tem capacidade.

Ou acham que há algum defeito que faz seu cérebro ser inferior quando o assunto é a memorização. Nada mais falso. Toda a memória pode ser treinada para guardar muita informação.

O que acontece é que nem todas as memórias foram treinadas para tal, por isso a impressão de que não é possível obter frutos da memorização.

Melhorar nossa capacidade em guardar conteúdos não é apenas importante; é necessário para superarmos as barreiras que aparecem na vida.

Por exemplo, no processo de preparação para provas de vestibulares, concursos, ou na faculdade e escola, a memória está totalmente envolvida. Pesquisas demonstram que 98% das pessoas que reprovam em algum tipo de exame foram traídas pela própria memória.

Isso demonstra a necessidade de dominar esse mecanismo da mente que possui potenciais infinitos. Veja alguns benefícios de treiná-la e deixa-la forte:

  • Carreira publica: Para realizar concursos, é preciso memorizar uma grande quantia de informações, que vão de conceitos a livros complexos.
  • Superioridade: Os seus concorrentes não conseguirão acompanhar seu ritmo, seja em provas, vestibulares, concursos ou entrevistas para emprego.
  • Lembrança instantânea: Ao expandir sua capacidade, você nunca mais terá a sensação de que a resposta “está na ponta da língua”. Uma memória treinada leva 250 milissegundos para recordar o que foi estudado.
  • Decisões: Tendo a habilidade de responder rapidamente ao que acontece ao seu redor, você também adquire o hábito de tomar decisões mais rapidamente. Isso porque possuirá um maior acervo mental.
  • Sem ansiedade: Nunca mais experimentará aquele sentimento ruim de esquecimento, que funciona como uma bola de neve e nos faz esquecer cada vez mais. Ao se lembrar da matéria e ver o poder que domina, você se sentirá motivado e confiante no seu potencial.
  • Aumento nos estudos: Depois que você estiver com a memória em pleno domínio, conseguirá avançar nos estudos, podendo estudar muitas matérias de uma só vez.

Alguns erros que prejudicam os estudos

Existem muitas formas de estudar errado, e, infelizmente, todas elas são muito comuns. Alguns alunos acreditam que estudar é simplesmente acumular o maior número de informações pelo maior tempo possível. Eles fazem pilhas de anotações sobre a matéria, leem e releem, mas não conseguem fixar o conteúdo.

E a grande causa disso tudo é que não possuem nem estratégia, nem método de estudo que levem em consideração o tempo disponível e uma boa organização do conteúdo a ser estudado. Uma pesquisa entre estudantes demonstrou que apenas 5% deles sabem como começar a estudar. E coincidentemente, são os que mais possuem êxito na assimilação do conteúdo.

É necessário ter a estratégia certa para você. Não adianta encontrar métodos milagrosos e sistemas que funcionaram para outras pessoas.

É preciso saber os princípios de criação de uma estratégia, para fazê-la personalizada, levando em consideração suas características. Ela deve fixar pontos que lhe ajudem a manter o foco nos estudos e a não se dispersar dele. Veja quais são eles:

  • Começando: Você precisa realizar um plano de estudo. Os focos aqui são o tempo que você tem disponível para estudar e as matérias a serem memorizadas.
  • O que estudar: Seu plano estratégico deve abordar o começo, meio e fim dos estudos.
  • Energia: Para fugir da fadiga mental, é necessário contar com técnicas de aprendizado rápido e que gasta pouca energia.
  • Fugindo do excesso: Cada assunto possui uma técnica de estudos, é preciso saber qual é a de cada uma para fugir do acúmulo de conteúdo inútil.
  • Leitura: É preciso aprender a diferença entre textos que devem ser apenas lidos e textos que devem ser estudados.
  • Foco: Para não fugir do estudo e se pegar “viajando”, é preciso levar em consideração a necessidade de manter um foco total no conteúdo.

Você pode estar pensando: Mas como elaborar um plano estratégico que aborde tudo isso se não sei nem por onde começar a estudar?

Como em qualquer matéria que desejamos aprender, é preciso contar com a ajuda dos melhores. E que tal ter como treinador simplesmente do melhor especialista no assunto? Falo de Renato Alves, uma referência nos estudos de aprendizagem e potencialização da memória.

Eleito o recordista brasileiro em memória, Renato Alves é considerado até mesmo um “guru” de estudantes, executivos, artistas e diversos outros profissionais quando o assunto é memorização.

Seu método já foi apresentado em muitos programas de televisão, e desde 2006 é referência nacional em qualidade de conteúdo.

Estudo e Memorização – Método Renato Alves

O método aborda principalmente a aprendizagem acelerada, o planejamento dos estudos e o foco na memorização. Não importa como você estuda, se faz cursinho e reforça o conteúdo em casa, ou se estuda sozinho para um concurso, o Método Renato Alves aumentará em 20% as chances de você ser aprovado.

A necessidade de estratégias para o estudo e memorização se demonstra por mais esse dado: 75% do conteúdo que aprendemos agora será esquecido em 24 horas.

O curso Estudo e Memorização busca ensinar verdadeiramente como guardar informações por uma longa duração, e não apenas decorá-las. Você poderá se preparar para exames e provas, estudar relatórios e documentos e aprender estratégias para memorizar assuntos mais complexos.

É fácil se deparar com diversos cursos voltados aos estudos na internet. No entanto, é preciso saber se eles possuem uma garantia de qualidade ou se apenas repetem clichês ultrapassados no que diz respeito aos estudos e à memorização. Veja abaixo as vantagens que só o curso Estudo e Memorização – Método Renato Alves possui:

  • Um plano de estudos completo, que ensina a execução passo a passo;
  • Um canal de dúvidas para falar diretamente com o Recordista Brasileiro de Memória;
  • 24 horas por dia de acesso livre, durante seis meses;
  • Vídeos atualizados periodicamente, gravados em alta definição (HD);
  • Técnica de recordação e elaboração de conteúdo para TCC;
  • Técnica de memorização de textos, leitura concentrada e estudo;
  • Certificado que pode ser validado como 20 horas de atividade complementar;
  • Aprovação de pedagogos e reconhecimento em Congressos de Educação;
  • Técnica para assistir aulas inteiras sem a necessidade de fazer anotações;

O sucesso pode ser simples

O bom uso da memória pode nos levar para onde sonhamos, seja o primeiro lugar na lista de aprovação ou a um cargo no topo de uma companhia. Já se não sabemos a utilizar, podemos estar entre aqueles que atravessam o mar a nado e acabam morrendo na praia. Ou seja, a memória pode determinar quem segue no jogo e quem irá voltar para o fim da fila.

Você certamente já encontrou pessoas que sabem usar a memória, mesmo que não tenha notado. Elas articulam muito bem as palavras, sabem organizar ideias, discorrem com propriedade sobre os mais diversos assuntos, conseguem explicar matérias inteiras, dizem rapidamente datas históricas e termos técnicos, e se lembram com facilmente de tudo o que estudaram.

Essas pessoas passam credibilidade para todos, e por isso têm muitos admiradores. Elas costumam ouvir: “como você é inteligente!” e “gostaria de ter 10% da sua inteligência”.

Quem não gostaria de ser assim? Certamente seria ótimo se você pudesse desfrutar de uma memória forte e confiável, treinada para receber e assimilar qualquer tipo de conteúdo. Imagine como seria útil ter um controle total sobre todo o conteúdo que você enviou para a sua memória.

Imagine você respondendo as questões dos exames sem dificuldade. Imagine ver seu nome entre os aprovados de um dos concursos mais concorridos do país.

Agora pense que isso é possível, e você poderá estudar qualquer matéria e simultaneamente usar um método confiável de memorização. Você conseguirá terminar a semana de estudos, fazer uma revisão no conteúdo e poderá descansar a sua cabeça com a certeza de que se lembra de tudo.

Para isso, basta você fazer sua memória trabalhar para você. É perda de tempo estudar sabendo que irá se esquecer dentro de algumas horas. O tempo corre contra nós, e tempo é dinheiro. Não se permita estudar errado, pois esse vacilo pode custar uma fortuna.

É pior ainda quando já se está numa graduação. Ao fim do curso, você pode chegar ao mercado de trabalho sem conseguir competir nem com seus próprios colegas da faculdade.

Aí você pode se pergunta: Mas eu conseguiria ter um potencial tão grande de memória, sendo que hoje eu tenho dificuldades nos estudos?

Renato Alves se apresenta como um “ex-esquecido”. Ele afirma que era um aluno com dificuldades de memorização. Se o recordista brasileiro em memória possuía enormes problemas em guardar informações, não há dúvidas que basta você desejar esse potencial.

O Método de Renato Alves já foi testado até mesmo em crianças com déficit de atenção, e apresentou resultados extraordinários.

O receio de algumas pessoas em adquirir um curso de memorização está no fato de que existem muitos no mercado que são ineficazes. Esses são cursos que ajudam, mas não resolvem. O que temos aqui é um curso que resolverá seu problema definitivamente.

Outros benefícios do curso Estudo e Memorização

Renato Alves ainda irá lhe dar de presentear dois bônus que só quem entende do assunto pode oferecer. O primeiro é o livro “Não Pergunte Se Ele Estudou”, uma publicação recheada de estratégias para estudo e memorização que facilitará ainda mais o seu Projeto de Aprovação.

Ao se inscrever no curso você também receberá o “Kit de Emergência para Provas”. Ele é extremamente útil para aquelas situações em que você precisa apresentar trabalhos e fazer provas, mas tem pouco tempo para se preparar.

O kit possui técnicas e ferramentas diferentes, desenvolvidas por Renato Alves, para usar em provas e avaliações de curto prazo e garantir uma boa nota.

O curso possui o selo de qualidade Wec, que é mais uma garantia de que se trata de um estudo de altíssima qualidade cuja didática é ideal para o aprendizado. Para quem não conhece, o selo Wec é a maior certificação nacional em treinamento de conteúdo.

Entre os órgãos que já adotaram o método de Renato Alves estão OAB, STF, Ministério da Defesa, Receita Federal, entre outros. O recordista em memória já apresentou seu método para diversos técnicos do MEC e em empresas, colégios, faculdades e nos principais congressos de educação do Brasil, como, por exemplo, o Educar.

Além dos bônus citados acima, você receberá um certificado de qualidade. Se você adquirir o curso, e em um prazo de 7 dias não se sentir satisfeito com as técnicas apresentadas nele, você receberá 100% do seu dinheiro de volta. Ou seja, você não tem nada a perder em adquirir o melhor curso de memorização e estudo do país, muito pelo contrário.

Sua vida muda para melhor a cada escolha certa que você faz, mas perde muitas outras oportunidades quando a incerteza toma conta. Não hesite em fazer sua inscrição agora mesmo!

 

Leia também sobre: Curso Memória 360

error: Conteúdo com Direitos Autorais!