Estratégias de Marketing em tempos de crise financeira: Confira e saia na frente!

Marketing em Crise

Em tempos de crise, uma das primeiras grandes dúvidas enfrentadas pelos gestores é exatamente sobre qual o melhor posicionamento a ser assumido em relação ao marketing na empresa. Afinal, é hora de cortar a injeção financeira no setor ou investir pesado nele?

A resposta até pode variar conforme outros fatores determinantes, é claro, e algumas empresas podem encontrar um meio termo entre os dois extremos para ir sobrevivendo à crise. Entretanto, uma coisa é certa: cortar o marketing não é a melhor opção.

Leia mais: O que fazer para ganhar DINHEIRO, trabalhando no conforto de sua casa? Confira as Dicas!

Basicamente, durante crises e instabilidades financeiras ou políticas a população se subdivide em alguns grupos bem diferentes entre si, sendo o papel do marketing de conhecer, avaliar e realinhar estratégias para cada um desses públicos.

Além do mais, também é necessário considerar o ramo de atuação da empresa. Evidentemente cada uma encara a crise de uma forma visto que cada produto e serviço tem um impacto diferente na vida do consumidor.

Uma empresa que fabrique mercadorias essenciais para a subsistência humana e seu bem estar dificilmente passará por maus bocados nessas épocas.

Por outro lado, organizações focadas em produtos supérfluos e dispensáveis podem ver seus números despencarem em pouquíssimo tempo!

E onde entra o marketing nisso tudo? O papel do marketing é justamente de dosar para que nenhuma empresa caia no vermelho nesses momentos de crise.

Se um negócio produz e comercializa colares, o marketing deve trabalhar em campanhas que respondam a seguinte questão: “Por que o cliente deveria comprar este colar durante a crise? ”.

O Marketing é mais do que importante: é indispensável!

Sim, o marketing não é apenas uma ferramenta, mas sim A ferramenta, que possibilita às empresas atingirem os seus clientes, mostrando porque seus produtos não podem ser esquecidos nas prateleiras.

Mais do que isso, é o setor responsável por fazer o consumidor desejar o produto, demonstrando quais são as suas qualidades e características únicas enquanto o convence a fechar a compra.

Outro ponto importante que vale destacar dentro do marketing é que a partir dele novas e incríveis oportunidades são criadas independentes do momento econômico nacional.

Se o perfil do comprador mudou, é justamente o marketing que determina como a empresa também precisa e deve mudar para acompanhar o mercado e se manter firme nele.

Marketing não é despesa. Marketing é investimento!

Outro ponto que leva muitos negócios a pararem de investir em marketing é o fato que seus gestores e responsáveis entendem o marketing como sendo uma despesa, um custo ou peso para o empreendimento.

Nesses casos, evidentemente o corte é vantajoso, visto que provavelmente não há uma aplicação inteligente de recursos na área.

Entretanto, o marketing não é e nem nunca será uma despesa. Mudar o pensamento é o primeiro passo para ter resultados na crise ou fora dela. Marketing é investimento e precisa ser tratado desta forma para oferecer, de fato, resultados.

Não sabe como adequar tudo isso quando considera o despenco dos números da empresa? Não sabe como adequar os investimentos em marketing a retenção de gastos em geral? Veja a seguir algumas dicas sobre como criar uma oportunidade a partir da crise e saia do sufoco!

5 Estratégias de Marketing para tempos de crise

1. Avalie o perfil do consumidor

O perfil do cliente mudou devido à instalação da crise? Quais passaram a ser as suas prioridades? Quanto a crise tem impactado a este público? Quanto mais informações, melhor!

2. Considere alterar suas ações estratégicas

A fim de manter os números estáveis, talvez seja necessário investir em novas estratégias que atendam melhor as necessidades atuais do cliente. Trace, portanto, novas ações.

3. Conceda vantagens diferenciadas

Diferenciais em tempos de crise também são vistos com bons olhos pelos clientes. Você pode, por exemplo, fazer promoções de desconto progressivo ou permitir que o cliente acumule cupons, por exemplo.

4. Também invista no marketing interno

Se o seu funcionário não veste a camisa da empresa, esse é o momento determinante para ele fazer isso. Junto ao operacional, trace estratégias de bonificações cabíveis.

5. Invista mais em Marketing Digital

Por fim, o marketing digital custa menos e tem uma visibilidade muito maior. Graças a isso, optar por algumas estratégias neste canal pode ser uma alternativa interessante para se manter imune às quedas típicas da crise.

Concluindo, o marketing não é o problema; ele sempre é a solução!

 

Leia também sobre: Curso Personal Bronze de Sucesso

Até a próxima!

Por Onde Começar

error: Conteúdo com Direitos Autorais!