Conrado Adolpho

Quem não gostaria de se tornar gestor de um negócio próprio, dono de sua própria agenda e das suas finanças? Com o curso de Mindset criado por Conrado Adolpho isso pode tornar-se perfeitamente possível.

Mas, antes de mais nada: você sabe quem é Conrado Adolpho? Estamos acostumados a ouvir a definição de uma pessoa baseada em sua profissão, formação acadêmica e experiências passadas em sua vida profissional, mas muitos se esquecem que uma pessoa não se resume somente a isso e é por isso que definir alguém pode tornar-se uma tarefa muito difícil.

Conrado

É mais ou menos essa linha de raciocínio que o autor segue. Para ele, uma pessoa não pode ser definida somente pelo que posta nas redes sociais. É claro que muitos expõem até as coisas mais íntimas na rede, mas mesmo para estes, o Facebook não é o espelho da sua vida.

Só quem está ali, lado a lado com uma pessoa é que conhece seus sentimentos e anseios, algo que a frieza dos relacionamentos através de fios e satélites não permite.

Leia também sobre: Remindset.

De família pobre, Conrado estudou em uma escola particular, graças aos esforços de sua mãe e, quando precisou escolher uma faculdade para cursar, optou pelo ITA (também havia o IME, mas o fato de ter estudado história sobre os anos da ditadura no Brasil fez com que ele não escolhesse uma instituição totalmente gerida por militares).

Dois anos depois, lá estava ele sendo aprovado no vestibular. E foi daí que ele tirou uma frase que se tornou sua marca registrada: “As pessoas não falham, elas desistem.”.

Três anos depois, trancou a matrícula, já que concluiu que aquilo não era o que queria para sua vida: a filosofia de ser feliz a cada momento falou mais alto do que o dinheiro que poderia lucrar com a profissão ou os anos de estudos que enfrentou para conseguir a vaga. E foi assim, mudando de ares que ele chegou a Campinas.

Vale lembrar que desde os 12 anos, ele já havia experimentado a sensação de empreender, quando vendia pulseiras para a turma da escola e camisetas que ele mesmo estampava.

Mas ao chegar em Campinas, Conrado mal tinha dinheiro para se alimentar e, mesmo assim, decidiu empreender: abrir um cursinho pré-vestibular junto com dois amigos.

Para manter o negócio, precisou ir trabalhar como publicitário em outro lugar, o que não impediu a falência três anos mais tarde. Mais uma vez, sem dinheiro e sem saber o que fazer, trabalhou como professor de química, mas ainda não se encontrou.

Mais tarde, descobriu-se no marketing ao ajudar uma amiga com seus empreendimentos. E daí para decidir que sua profissão seria ajudar pequenos empreendedores a crescer foi um passo. E assim ele segue, fazendo a diferença na vida dessas pessoas e também na economia de um país em crise como o nosso.

Tudo isso acreditando sempre que qualquer um consegue realizar seus sonhos e ser feliz, basta acreditar, basta não desistir nos primeiros obstáculos que surgirem. A felicidade pode estar logo ali.

Leia também sobre: Mindset Empreendedor.

error: Conteúdo com Direitos Autorais!